em principal

Quer ganhar o livro “Os Bastidores do WikiLeaks”?

Sorteio do livro Os Bastidores do Wikileaks

Em setembro de 2010, o então porta-voz do WikiLeaks e um dos co-fundadores do site, Daniel Domscheit-Berg, anunciou que estava deixando o cargo, alegando divergências com o fundador Julian Assange e deficiências organizacionais.

“O que vazou do Wikileaks foi apenas uma pequena fração da verdade.”

Neste livro revelador, Domscheit-Berg relata os bastidores do site mais controverso e bombástico dos últimos tempos, desde seu primeiro encontro com Assange em 2007. A obra revela a evolução do site, os aspectos financeiros, as tensões internas da organização, entre outros aspectos surpreendentes.

Daniel Domscheit-Berg

Daniel Domscheit-Berg em palestra

O autor ainda conta os motivos que o fizeram acabar com a parceria com Assange, como a falta de transparência e de neutralidade política da organização e a concentração de poder crescente de Julian. “O que vazou do WikiLeaks é apenas uma pequena fração da verdade”, afirma o autor.

Os bastidores do WikiLeaks reúne toda a verdade sobre o polêmico site que fez o mundo tremer, contada por um de seus protagonistas.

Fico muito feliz em receber este livro da Campus Elsevier para sortear entre os visitantes do meu site e meus seguidores no Twitter. E para ser justo com todos, serão 2 sorteios!

1) Para participar é fácil, no Twitter, basta seguir o meu perfil @josetelmo e o da @CampusElsevier e postar a mensagem abaixo no seu perfil:

Quero ganhar o livro “Os Bastidores do Wikileaks” que o @josetelmo e a @CampusElsevier estão sorteando http://kingo.to/AYS – Participe!

2) A outra forma de participar é fácil também! Comente aqui neste artigo o se o Wikileaks, para você, é realmente uma ameaça ou um importante órgão de denúncia na cena da política mundial. Os melhores comentários levarão uma cópia do livro!

São duas chances de participar e ganhar durante esta semana.  O resultado da promoção e os ganhadores serão divulgados no próximo domingo, dia 15 de maio de 2011, às 17 horas.

Seria o Wikileaks realmente um representante da verdade política ou uma organização muito maior com interesses próprios? Participe e concorra desta promoção e descubra!

RESULTADO do SORTEIO!!!!!

Os ganhadores do Livro “Os Bastidores do Wikileaks” são: @luizcastrojr nos tweets e @eu_Dennis nos comentários do Blog! Parabéns! Os livros serão entregues pela editora em até 20 dias úteis.

Obrigado a todos pela participação!

 

  • As questões envolvendo o Wikileaks sempre foram muito complicadas mesmo, pois estamos mexendo sempre com poderes do estado, coisa que sociedade em geral não tem acesso. A questão do certo ou errado já torna tudo isso muito mais complicado. Eu acho certo, até certo ponto, pois estamos tornando o cidadão colaborador do Wikileaks uma ferramenta de tornar a política de seu país mais acessível, já que ao saber de fatos escondidos, poderemos escolher melhor os nossos próprios representantes.

    O Wikileaks acaba tendo papel fundamental diretamente na economia de empresas, pois imagine o que acontece quando são divulgados nomes de grandes empresas envolvidas em escândalos com os governos? Sim, isso pode acontecer e com certeza traz um grande prejuízo, principalmente a imagem da empresa.

  • Em um mundo no qual se exige transparencia dos fatos e das coisas, por que esconder tudo a sete chaves? A denúncia tem que ser feita. As pessoas precisam ficar sabendo da verdade. O Wikileaks é uma extensão da sociedade nesta luta. Poderia dizer que são os representantes para anunciar e denunciar as falcatruas que os líderes do mundo escondem. Se ha um fato, isto tem que ser anunciado, publicado. Doa a quem doer.

  • Ricardo Morais

    Em um tempo que cada vez mais clamamos por transparência, o Wikileaks é a ferramenta que todos esperávamos! Não dar mais para aceitar o “fazer” e “esconder” debaixo do pano. Queremos nitidez na política em todas as suas esferas! Para que assim, possa comer uma pizza feliz. Sem que ela seja mais sinônimo de desfecho na política.

  • João Prado

    Em tempos onde uma palavra mal colocada pode vir a se tornar uma guerra a questão “Wikileaks” se torna mais complicada do que aparenta.

    A busca pela verdade sobre a política dos países é sim importante, mas até certo ponto, algumas informações ao serem reveladas pode trazer danos, não só aos países, mas também à grandes organizações.

    A questão toda é:

    “O Wikileaks é um mal em potencial?”

    Na minha opinião, sim.

    Acredito que de certa forma o Wikileaks não esta sozinho. Penso eu que há algo a mais por trás disto tudo, um governo, uma organização, não sei, mas acho que há algo por trás do Wikileaks que esta buscando estas informações e publicando com o intuito de dar uma cutucada em grandes governos.

    Não conheço a fundo toda essa questão sobre o Wikileaks, mas pude formar minha opinião pelo que vi na mídia.

    De qualquer forma, gosto da ideia de se ter uma transparência em relação as informações do governo, assim podemos acompanhar mais de perto o que acontece em nosso país.

  • Pingback: José Telmo()

  • Pingback: laila sena()

  • Pingback: Gloria Telmo()

  • Pingback: José Telmo()

  • Pingback: Carla Costa()

  • Pingback: laila sena()

  • Pingback: Raíssa Rossi()

  • Pingback: Marcus Peixoto()

  • Pingback: José Telmo()

  • Pingback: Joyce()